Como Emagrecer com Gengibre – Saiba Todos os Detalhes

O gengibre é um tempero maravilhoso, que pode ajudar a dar mais sabor para os alimentos. Ele concentrado pode causar uma leve ardência na boca, tem um gosto muito característico e é amplamente utilizado em diversos locais do mundo.

O que acontece é que o gengibre possui capacidade de provocar a termogênese no organismo, que é algo excelente para a perda de peso.

Para quem não sabe, a termogênese é um processo no qual a temperatura do organismo se eleva, o que gera um maior gasto de calorias, mesmo quando o corpo está em repouso.

Graças a todas essas propriedades, não demorou muito para que o gengibre deixasse de ser apenas um condimento e se tornasse um grande aliado da queima de gordura.

Então, para saber como emagrecer usando o gengibre, continue lendo e vamos conhecer algumas dicas excelentes a seguir.

Mas se você tem dificuldades de tomar gengibre, recomendo que faça uso do detox 3D que é um emagrecedor natural que ajuda bastante na perda de peso rápida.

Água de gengibre para emagrecer

Se você quer emagrecer com ele, tomar a água de gengibre todos os dias pode ser uma ótima alternativa.

A dica é tomar um copo ainda pela manhã e completar o consumo de, pelo menos mais meio litro no decorrer do dia.

Isso ajuda a acelerar o metabolismo e favorece a perda de peso de uma maneira bastante eficiente.

Para prepara essa mistura, basta adicionar umas 5 rodelas de gengibre em um litro de água gelada, ou 2 colheres de sopa de raspas de gengibre. Não precisa ferver, se não vira um chá e aqui a ideia é uma bebida gelada e refrescante.

Se for do seu gosto, também é possível acrescentar rodelas de limão, pepino, canela ou berinjela na água.

Todos esses ingredientes contribuem ativamente para a potencialização dos efeitos emagrecedores do gengibre, além de combater o inchaço.

Benefícios da água de gengibre para o emagrecimento

Primeiramente, o gengibre tem uma poderosa ação desintoxicante e vai agindo no organismo eliminando as toxinas presentes nele. Outro benefício é que ele melhora a função intestinal, acabando com a prisão de ventre, que também atrapalha a perda de peso.

Outro benefício de um intestino em dia é que você não sofre com a retenção de líquidos, que é algo que pode representar alguns números a mais na balança.

Mais do que isso, o gengibre ainda possui ação medicinal, sendo um poderoso anti-inflamatório e contribuindo para melhorar a imunidade do corpo.

Então, não perca mais tempo e inclua a água de gengibre no seu dia a dia para emagrecer de forma eficiente!

Números Mais Sorteados que Saem na Lotofácil

Você quer jogar na Lotofácil e garantir uma maior chance de acerto? Claro que sim, não é mesmo, afinal, que joga quer ganhar. Acontece que muita gente não sabe que muito além de sorte, a Lotofácil também exige um pouco de conhecimento para que seja possível melhorar o panorama de acertos.

Um desses conhecimentos importantes é a respeito dos números que mais saem nos sorteios, pois, ao contrário do que muitos pensam, alguns números aparecem com maior frequência sim.

Então, não tenha dúvidas de que conhecer quais são esses números dará a você uma grande vantagem na hora de fazer a sua aposta.

Então, para saber um pouco mais sobre esse assunto, basta continuar lendo e ver todos os detalhes sobre os números mais sorteados da Lotofácil.

Como funciona a Lotofácil?

A Lotofácil é uma loteria que, por si só, já é considerada bem fácil, pois as chances de ganhar são enormes se comparadas com outras loterias federais.

O motivo disso é que o volante de apostas tem apenas 25 números, dois quais você pode escolher de 15 (na aposta mínima) a 20, na aposta máxima.

Para ganhar o prêmio máximo, você precisa acertas 15 dezenas sorteadas, portanto, quanto mais números escolher, maiores as chances de acertar o máximo.

No entanto, a partir de 11 acertos já é possível levar uma parte do prêmio para a casa, portanto, as chances são muito boas.

O que acontece é que contando apenas com a sorte, as chances de ganhar são menores do que se você conhecer os números mais sorteados na Lotofácil, então, vamos conhecê-los a seguir.

Afinal, quais os números mais sorteados na Lotofácil?

Em cada edição da Lotofácil, que ocorre de segunda a sábados, as 20h, são sorteados 15 números. Acontece que desde o lançamento dessa loteria, alguns números têm aparecido com uma frequência maior e são os seguintes:

  • Número 13: já saiu em 1295 sorteios
  • Número 10 e 24: já saíram em 1293 sorteios
  • Número 20: já saiu em 1286 sorteios
  • Número 11: já saiu em 1281 sorteios
  • Número 04: já saiu em 1277 sorteios
  • Número 03: já saiu em 1275 sorteios
  • Número 25: já saiu em 1274 sorteios
  • Número 14: já saiu em 1267 sorteios
  • Número 01: já saiu em 1265 sorteios

Sendo assim, se você quiser fazer a sua aposta e aumentar as chances de ganhar um bom prêmio, a dica é usar pelo menos alguns desses números mais sorteados da Lotofácil.

Queda de cabelo ou alopecia?

Primeiramente, é importante ressaltar que a queda de cabelos é um processo natural e muito necessário para a renovação dos fios. No entanto, algumas vezes a quantidade de fios que caem passa dos limites e é preciso atenção.

Saiba que todas as pessoas perdem, em média, 100 a 150 fios de cabelos por dia e isso é absolutamente normal. No entanto, quando a quantidade é maior e quando se nota um aumento de fios no travesseiro pela manhã ou no ralo após o banho, então é preciso cuidado.

Mais do que isso, é importante atentar-se também para quando os cabelos apresentam uma aparência ressecada ou estão ficando mais finos. Isso porque, nesses casos, pode se tratar de uma alopecia, e não uma simples queda de cabelos.

Então, para entender melhor sobre o assunto, continue lendo e veja os detalhes.

Diferença entre queda e quebra de cabelos

A diferença entre essas duas condições existe sim e é bem fácil de ser identificada. Na queda de cabelo, os cabelos caem inteiros, até mesmo com o bulbo, que é aquele pontinho branco que fica dentro da raiz.

Por outro lado, quando o que você encontra são pedaços do cabelo e o fio não está inteiro, isso significa que os fios estão quebrando.

Isso acontece por causa de falta de hidratação, ressecamento, tratamentos químicos e outras coisas que prejudicam a saúde dos fios.

Diferença entre queda de cabelos e alopecia

Primeiramente, é preciso entender que a alopecia, também chamada de calvície, é uma condição que foge ao processo natural de renovação dos fios.

Normalmente, o tipo mais comum é causada por uma enzima que converte a testosterona em di-hidrotestosterona, que causa a morte dos folículos capilares e torna os fios mais quebradiços e finos, Capimax Hair pode ajudar a conter este problema.

Esse tipo é chamado de alopecia androgênica, mas também existe a alopecia areata, a autoimune, a seborreica, a mecânica, a cicatricial e a traumática.

Vale lembrar que a alopecia é uma condição que sempre envolve a perda de cabelos, mas que nem toda a queda de cabelos é alopecia.

Assim, a queda de cabelos costuma acontecer por situações pontuais, como estresse, gestação, deficiência de vitaminas e minerais, disfunções hormonais e outros.

Já a alopecia é uma condição genética hereditária e diretamente ligada ao hormônio testosterona. Por isso é que ela afeta, em sua maioria, os homens.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a diferença entre alopecia e queda de cabelos.

Como fazer foxy eyes

Se tem uma moda que está fazendo a cabeça das mulheres nos últimos tempos quando o assunto é maquiagem, essa moda é o famoso foxy eyes. Desde blogueiras brasileiras até as Kardashians, a técnica já está sendo bastante utilizada e não tem quem não goste.

O fato é que essa nova tendência ajuda a deixar o olhar mais sensual, sendo ideal até mesmo para quem tem as pálpebras um pouquinho mais caídas, dando um ar de mistério para a região dos olhos.

Ler também: Dermacol Recensioni

No entanto, a verdade é que muita gente ainda tem dúvidas de como aplicar a técnica corretamente e é por isso que vamos conhecer o passo a passo detalhado logo a seguir.

Como fazer foxy eyes passo a passo

Se você ainda tinha alguma dúvida sobre como fazer o incrível foxy eyes, não tenha dúvidas de que você está no lugar certo e hoje vamos aprender como fazer essa técnica passo a passo:

  • Prepare a pele

O primeiro passo é preparar a pele como de costume, lavando bem, aplicando hidratante, protetor, primer e o que mais você tenha o costume de utilizar.

  • Tons quentes

Use sempre tons quentes nos marrons e alaranjados, aproveitando para criar tons e uma profundidade no olho, indo dos mais escuros aos mais claros.

  • Use uma fita

Se você tem experiencia com maquiagem, não precisa, mas se você está aprendendo, nada melhor do que usar uma fita para criar a linha que vai levantar o olhar.

Por isso, cole uma fita adesiva saindo do canto do olho em direção do final da sobrancelha, que servirá de base para a técnica.

  • Esfumando

Usando um pincel de esfumar, aplique uma sombra mais marrom (tom quente) no côncavo, concentrando-a bem no canto externo do olho, como se quisesse criar um delineado esfumado.

Com um marrom mais escuro em um pincel menor, marque a base da pálpebra e siga pela fita, como se fosse delinear novamente.

  • Pincel chanfrado

Com um pincel chanfrado, pegue um marrom mais escuro (ou preto) e concentre-o mais para a linha final do seu delineado.

Com esse mesmo pincel, peque a compra marrom escura e faça um leve “puxadinho” também no canto interno do olho.

  • Finalizando

Tire a fita adesiva e finalize a sua maquiagem aplicando máscara nos cílios. A dica é usar uma máscara de cílios marrom mais clara nos cílios inferiores, para que não marquem tanto.

Pronto, agora você já sabe como fazer o famoso foxy eyes, o queridinho do momento.

Porque as varizes coçam tanto?

Quando uma coceira aparece, a primeira coisa que fazemos é coçar em busca do alívio imediato para esse problema tão irritante.

No entanto, o que muita gente não imagina é que a coceira crônica na perna, pode ser um sinal de que alguma doença está se desenvolvendo, principalmente as varizes.

Isso causa não apenas um grande desconforto pela coceira em si, mas também porque é difícil aliviá-la por completo, visto que não se eliminou a causa do problema.

Além disso, ela ainda pode levar a danos graves nos tecidos se não for tratado corretamente.

O que pode causar coceira na perna?

Existem alguns fatores que podem ser os causadores das coceira e vamos conhecê-los a seguir:

  • Problema de circulação

Quando há uma insuficiência venosa, há o afinamento das paredes dos vasos, bem como danos às suas válvulas que agem contra o refluxo sanguíneo. Com isso, pode haver edemas nos tornozelos e também nos pés.

Com a progressão dessa condição, a pessoa pode vir a desenvolver não apenas varizes como também úlceras.

A coceira crônica é, sem dúvidas, um sinal de que a insuficiência venosa crônica está se desenvolvendo, sendo que as veias que vão enfraquecendo vão possibilitando a saída parcial de macromoléculas e fluidos para os tecidos da região.

  • Acúmulo de sangue

Quando se tem varizes, o sangue fica estagnado em um local do vaso, ao invés de ser forçado a seguir o seu fluxo através do sistema circulatório para voltar ao coração.

Então, é possível que haja a sensação de coceira na região, pois os vasos estão lutando para mover esse sangue, alguns produtos podem ajudar em casos assim, varizero funciona para isto, é um creme para varizes muito eficiente.

Um sinal que deve ser observado sobre o acúmulo crônico de sangue é quando ocorre nos pequenos capilares, escurecendo o tecido e fazendo com que surjam as varizes. Esse é um sinal de alerta para um possível problema de insuficiência venosa crônica.

  • Descamação da pele

Como ocorre o inchaço das veias sob a pele, ocorre uma inflamação, extravasamento de fluídos e compressão do tecido que fica ao redor do vaso afetado. Com isso, há um aumento da sensação de coceira e pode gerar úlceras, por causa da do ato de coçar a pele repetidamente.

Pelo prejuízo à circulação, o paciente ainda pode notar que a pele assume uma textura mais semelhante à de couro, bem como a sua descamação, que aumentam ainda mais o desconforto.

Pronto, agora você já sabe os motivos que levam as varizes a coçarem!

5 alternativas para tratar a celulite

Se tem uma coisa que pode acabar com o dia de uma mulher, é ela descobrir que tem celulite, ou que apareceu alguma nova.

Exageros à parte, a celulite pode, sim, interferir na autoestima da mulher, causando problemas como insegurança com o próprio corpo.

Porém, apesar de ser um problema estético, essa infecção produzida nos tecidos cutâneos, ela não representa nada grave, sendo extremamente comum.

Apesar disso, nenhuma mulher quer conviver com essa inimiga, por isso, resolvemos mostrar aqui algumas alternativas para tratar a celulite, uma delas é o creme Cellugold que é FANTÁSTICO, dá resultado mesmo, vale a pena comprar.  Confira outras 5 dicas que valem a pena:

1. Apele para um profissional de saúde

Pois é, a primeira dica é procurar a ajuda de um profissional, que vai poder analisar seu caso,  diagnosticar e indicar o melhor tratamento.

Existem muitos tratamentos, só a visita a um médico poderá indicar o mais adequado para o seu caso, já que a celulite pode se apresentar em vários graus.

2. Beba muita água

Independente do tratamento definido, é fundamental procurar ingerir muita água diariamente, não só porque os tecidos cutâneos precisam ser hidratados, mas também porque  a água vai ajudar a purificar, eliminar e filtrar as toxinas do organismo.

A dica é procurar consumir, mais ou menos, 2 litros de água por dia.

3. Invista em iogurte

Os iogurtes não poderiam ficar de fora dessa lista, mas não aqueles aromatizados e cheios de açúcar, mas os naturais, que são mais saudáveis ​​e, por isso,  recomendado para nutrir o organismo.

Para quem não sabe, o iogurte é composto por bactérias benéficas, que contribuem para o sistema imunológico, além de ajudarem a combater a celulite. A dica é procurar ingerir iogurte natural, ao menos, 2 vezes por dia.

4. Calêndula

Não é para menos que a calêndula é usada milenarmente em uma série de tratamentos medicinais, justamente, por sua excelente ação anti-inflamatória. Lembrando que a celulite é uma inflamação. Como suas propriedades são melhores aproveitadas quando estão em infusão, o chá é uma ótima opção para aproveitar os benefícios da calêndula.

Primeiramente, faça uma infusão com as folhas secas, depois, deixe-as descansar. Procure beber pela manhã e à noite.

5. Alho

Uma alimentação rica em alimentos antibacterianos ajuda a combater a celulite, e o alho é um alimento reconhecido mundialmente por esta propriedade. Ou seja, o alho ajuda a eliminar as toxinas nocivas no corpo, além de ajudar a eliminar, também, o excesso de gordura.

A dica, no entanto, para obter bons resultados, é não apenas incluí-lo nas receitas culinárias, mas, também, procurar comer 3 dentes de alho ao longo do dia, que devem ser devidamente mastigados antes de engolidos.

E é isso, no mais, para vencer a luta contra a celulite, é preciso investir em uma alimentação equilibrada e na prática regular de exercícios físicos.

Estrias Avermelhadas – Fatores de Risco e Tratamentos

Não há dúvidas de que aquelas listras vermelhas que surgem no corpo podem ser um verdadeiro incomodo. Embora sejam um problema apenas estético, sem consequências para a saúde, as estrias podem ser extremamente desagradáveis.

No entanto, o que você precisa saber é que essa é o estágio inicial de uma estria e é por isso que também é o mais fácil de ser removido. Portanto, se você quer saber um pouco mais sobre o assunto, continue lendo e vamos saber os detalhes

Fatores de risco e causas das estrias avermelhadas

Pois bem, existem alguns fatores de risco que devem ser considerados e são eles que levam ao surgimento das estrias avermelhadas, veja:

  • Efeito sanfona
  • Gestação pelo estiramento rápido que é exigido da pele
  • Predisposição genética
  • Hábitos alimentares
  • Tabagismo
  • Falta de hidratação

Vale lembrar que esse é o primeiro estágio das estrias e que ela é causada pelo rompimento da fibras elásticas que ficam em uma das camadas da pele.

Hábitos alimentares, predisposição genética e outros fatores também podem influenciar no surgimento desse problema.

Tratamento para as estrias avermelhadas

Lembrando que as estrias avermelhadas são o estágio inicial do problema, é sempre indicado procurar um médico ainda nessa fase. Nesse caso, as chances de tratamento são ainda melhores pois a lesão é recente e portanto podem ser tratadas com Silk Skin um creme que elimina praticamente 100% das estrias vermelhas.

Veja algumas opções de técnicas e tratamentos para as estrias avermelhadas:

  • Peeling

Esse procedimento estético ajuda a estimular a renovação da pele e possibilita que ela fique mais uniforme ainda estimula a produção de colágeno. Por isso é uma ótima alternativa de tratamento para os estágios iniciais das estrias.

  • Microagulhamento

Ajuda a estimular a produção de colágeno e, por consequência, promove a renovação da pele. Ele faz isso promovendo lesões minúsculas, com micro agulhas, sobre e a pele e é por isso que ajuda a diminuir a aparência das estrias.

O procedimento, que também tem outros benefícios, pode ser combinado com peeling, para estimular mais intensivamente a produção do colágeno.

  • Carboxiterapia

É um procedimento que consiste na aplicação de gás carbônico na região subcutânea no local onde as estrias se manifestam. Ele ajuda a regenerar a pele e a deixá-la mais uniforme.

  • Luz intensa pulsada

Esse procedimento consiste na aplicação de uma luz nos casos que estão dilatados, possibilitando atenuar a aparência das varizes que estão dilatadas. Mais do que isso, ainda favorece a reestruturação da pele, sendo muito eficiente para as estrias avermelhadas.

Emagrecer as pernas

Existem algumas gordurinhas que tendem a ser mais persistentes e se tornam mais difíceis de eliminar corretamente. No entanto, nada é impossível, especialmente para quem tem foco e determinação.

Para muitos, a gordura que incomoda é aquela que fica na barriga. Já para outros a gordura mais difícil de eliminar é a das pernas ou dos braços. Por isso é que vamos entender a seguir como emagrecer as pernas e ver ótimas dicas de como se livrar desse problema de uma forma definitiva.

Afinal, como emagrecer as pernas?

Pois bem, a verdade é que não existe uma fórmula mágica que promova o emagrecimento de apenas um lugar do corpo. Isso porque a gordura é eliminada do organismo de uma forma generalizada, ou seja, de todos os lugares.

No entanto, nesses casos, a melhor abordagem é sempre combinar a prática de atividades aeróbicas com a musculação, o emagrecedor ideal slim ajude a acelerar o processo também.

Dessa forma, a primeira irá promover a queima de gordura ao passo que a segunda irá aumentar o desenvolvimento e a definição muscular. Com isso, é possível emagrecer as pernas e ter bons resultados.

O fortalecimento muscular também ajuda a combater a flacidez, diminuindo a aparência das celulites e ajudando a botar cada coisa em seu lugar.

Se preferir, você ainda pode aliar atividades aeróbicas que também trabalhem mais o grupo muscular das pernas especificamente. A bicicleta é um ótimo exemplo de exercício que queima gordura e trabalha a musculatura os membros inferiores.

Dicas para emagrecer as pernas

A seguir vamos conferir algumas dicas ótimas e muito poderosas para você que deseja emagrecer as pernas com eficiência e resultados garantidos:

  • Alimentação é uma aliada

O resultado não será dos melhores se você der o máximo nos exercícios mas continuar ingerindo alimentos que favoreçam o acúmulo de gordura. Por isso, tenha uma dieta que seja sua aliada nesse processo, lembrando que é importante controlar também as calorias, visto que o objetivo é eliminação de gordura.

  • Hidrate-se muito

Manter o corpo hidratado favorece todas as suas funções e possibilita emagrecer de forma mais eficiente e acelerada. Também favorece a eliminação de toxinas que atrapalham a queima de gordura.

  • Estabeleça uma rotina

Se quiser atingir um objetivo, é interessante conseguir estabelecer uma rotina que favoreça isso. Ser consistente e regular ajuda a tonificar a musculatura e ter os melhores resultados.

  • Atividades a praticar

Para começar e evitar lesões, é indicado sempre fazer atividades de aquecimento muscular. Depois, faça exercícios como agachamento afundo, agachamento com kettbell, stiff, leg press e outros.

Agora você já sabe como emagrecer nas pernas!

Causas da sinusite

Para quem não sabe, a sinusite é uma inflamação que ocorre nos seios da face. Essa é uma região do crânio que é formada por cavidades ósseas que ficam em torno do nariz, olhos e maçãs do rosto.

Existem algumas variadas causas para a sinusite, sendo que ela pode ser secundária a uma outra infecção, como também pode ser um quadro alérgico ou qualquer outro fator que impossibilita a drenagem correta das secreções dos seios da face.

O nome mais utilizado para esse problema é rinossinusite, visto que a inflamação pode acontecer tanto nas mucosas presentes nos seios da face quanto na mucosa nasal.

 

Causas da sinusite

As causas para a sinusite podem ser variadas. Isso porque ela pode ser gerada por agentes infecciosos, tais como fungos, bactérias e vírus, quanto também por fatores alérgicos.

Dentre eles, podemos citar as mudanças bruscas de temperatura, cheiros fortes e poeira, que são os mais comuns.

A exposição a alguns tipos de agentes químicos ou a alterações na anatomia nasal e dos seios da faze também podem ser responsáveis pelo desenvolvimento de uma crise de sinusite.

Já em casos mais raros, a sinusite pode ser causada pela presença de um tumor.

Fatores de risco para a sinusite

Considerando uma sinusite crônica, as causas mais comuns são as seguintes:

  • Pólipos nasais: o crescimento de tecido na região pode bloquear a passagem nasal
  • Reações alérgicas: exposição a agentes que causam alergias podem desencadear também a sinusite
  • Alergias: doença como rinite e asma também favorecem o desenvolvimento da sinusite
  • Desvio de septo: quando a narina não está alinhada, pode haver bloqueio ou restrição das passagens dos seios faciais.
  • Doenças que afetam a imunidade: complicações de algumas doenças podem resultar na obstrução nasal
  • Células do sistema imunológico: em algumas condições de saúde os eosinófilos podem causar infecções.
  • Infecções respiratórias: resfriados, gripes e outras condições que afetam o trato respiratório também podem bloquear a drenagem do muco, favorecendo o acúmulo de bactérias ou fungos.
  • Doenças que impedem a correta movimentação dos cílios dos seios nasais
  • Tabagismo
  • Alterações de altitude como voos ou mergulhos
  • Infecções odontológicas que possam obstruir os seios nasais.

O mais importante de tudo é sempre procurar um médico para realizar o tratamento adequado dessa condição, também identificando a causa para que seja possível evitá-la.